Mama Tuberosa em Coimbra, Portugal

Cirurgião Plástico - Consultas de avaliação presenciais em Coimbra e Lisboa

Mama Tuberosa é uma deformidade congénita das mamas, com formato tubular.

O que é a Mama Tuberosa?

A mama tuberosa é uma alteração do desenvolvimento da mama, que origina uma mama com um formato em tubo, em vez de uma mama com um formato redondo. Existem casos mais ligeiros e casos mais graves.

O formato tubular da mama tuberosa resulta da existência de um anel fibroso, que impede que a mama se desenvolva ou cresça da forma normal, com um formato arredondado. Esse anel obriga os tecidos mamários a desenvolverem-se através desse anel e a mama acaba por ficar com a forma de um tubo, o que origina também o tamanho demasiado grande da aréola.

O tratamento da mama tuberosa é cirúrgico. Não existem outras formas de tratamento, que não sejam através da cirurgia.

Para fazer uma avaliação, contacte-nos para agendar uma consulta em Coimbra (Centro de Cirurgia Plástica e Estética) ou Lisboa (MYFACE clinic).

Temos também disponível a consulta online / teleconsulta, uma opção vantajosa para quem reside noutras cidades de Portugal (Porto, Aveiro, Leiria, Viseu, etc) e que é ainda muito solicitada por pacientes que residem no estrangeiro.

Vídeos

Quais as características da mama Tuberosa?

A mama tuberosa é uma doença da mama que se manifesta de muitas formas diferentes:

  • Nas formas mais ligeiras da doença, a mulher pode até nem se aperceber e julga ter apenas a mama mais pequena do que o esperado, para a sua idade ou em comparação com as características das suas familiares mais próximas (mãe ou irmãs). A forma mais ligeira da mama tuberosa caracteriza-se por uma alteração na parte mais inferior e interna da mama (parece que falta um pouco de tecido), mas de resto a mama parece normal.
  • Na forma mais grave da doença a mama parece ter um formato de tubo: é muito pequena, tem uma forma tubular e a aréola é muito grande.
  • Existem ainda várias formas intermédias da doença.

Expectativas

A mama é uma parte do corpo muito importante para a mulher. Por conseguinte, tudo aquilo que a altera tem um impacto significativo na confiança, autoestima e também no desenvolvimento psicossocial.

A mama tubular manifesta-se (e diagnostica-se) habitualmente durante a puberdade e início da idade adulta, quando a mama começa a crescer. Dessa forma, esta deformação  tende a gerar ansiedade na jovem mulher, depressão, rejeição pelos pares, pelo que se recomenda o seu tratamento atempado.

A cirurgia para tratar a mama tuberosa é uma intervenção cirúrgica que visa proporcionar uma melhoria da imagem e também um reforço da  autoestima. Todavia, a nova imagem não irá modificar, por si só, todas as outras áreas da vida (familiar, social ou profissional), pelo que é fundamental ter essa consciência.

Assim, o equilíbrio emocional é indispensável para ser submetida a uma intervenção cirúrgica, especialmente se esta for de natureza estética.

Casos Antes e Depois - Mama Tuberosa

Como é realizada a cirurgia de correção de Mama Tuberosa?

De acordo com os diferentes graus de severidade da doença, existem várias formas de tratamento cirúrgico da mama tuberosa.  A cirurgia é realizada sob anestesia geral, num bloco operatório e as doentes passam uma noite na clínica, a recuperar da cirurgia, antes de regressarem a casa.

Existem várias técnicas cirúrgicas para tratar a mama tuberosa, que podem ser realizadas individualmente ou em simultâneo, de acordo com a especificidade de cada caso:

a) tratar a glândula mamária (especificamente, o anel constritor fibroso, que é o causador da doença).

b) redução do tamanho da aréola (remover pele da aréola e da mama);

c) aumentar o volume da mama (quando está subdesenvolvida, pode implicar a colocação de prótese mamária);


Cicatrizes

Tal como todas as cirurgias, a cirurgia para tratar a mama tuberosa não pode ser realizada sem cicatrizes.

Nos casos mais ligeiros, a cicatriz poderá ficar apenas na metade inferior da aréola.

Como nos casos mais graves é necessário diminuir o tamanho da aréola, a cicatriz fica à volta da aréola (esta fica dissimulada pela transição da pele escura da aréola para a pele mais clara da mama).

Geralmente, as cicatrizes ficam menos visíveis entre 4 a 6 meses após a cirurgia e as mulheres costumam referir que valeu a pena, apesar destas marcas.

O seu Cirurgião Plástico poderá explicar-lhe quais as melhores técnicas para que a cicatriz seja o mais impercetível possível.


Recuperação após a cirurgia

Recuperação

Habitualmente, a mulher tem alta no dia seguinte, após a cirurgia e pode recuperar no conforto da sua casa.

Aconselhamos a utilização de um sutiã pós-cirúrgico, sem aros de metal, durante um período de 1 a 2 meses e também que evite movimentos muito amplos com os braços, nos primeiros dias.

É ainda aconselhada a realização de drenagem linfática manual para acelerar a recuperação, melhorar o conforto e diminuir o edema associado à cirurgia.

 

Retoma da atividade / rotina após a cirurgia

A recuperação após a cirurgia para tratar a mama tuberosa é muito variável de mulher para mulher, sendo uma questão muito pessoal.

Na generalidade dos casos, após 2 ou 3 semanas a mulher está apta para qualquer atividade, embora seja aconselhado um intervalo mais longo (1 a 2 meses) antes de recomeçar com exercício físico mais intenso.

Porquê escolher o Dr. Ricardo?

Na sua consulta inicial, o Dr. Ricardo Carvalho irá ouvi-la atentamente, para compreender o que espera alcançar com a cirurgia: os seus objetivos, preferências, dúvidas e receios para que possa tomar uma decisão informada sobre a sua cirurgia. Irá também fazer uma avaliação rigorosa.

É um cirurgião plástico com uma formação sólida e vasta experiência, que consegue alcançar excelentes resultados, como o comprovam os seus diversos casos clínicos (antes e depois).

Formado pela Universidade de Coimbra, especializou-se em Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética (cédula profissional n.º 44167, da Ordem dos Médicos).

O Dr. Ricardo utiliza o bloco operatório da clínica SANFIL, em Coimbra, que está equipada com tecnologia de última geração, com salas de cirurgia, de recobro e de internamento, oferecendo um espaço com todas as condições de segurança e de bem-estar durante a realização da sua cirurgia.


Qual o resultado esperado?

A cirurgia para correção da mama tuberosa tem como objetivo a tratar a deformidade da mama e aumentar o volume para um tamanho que seja proporcional ao corpo da mulher, de forma a que esta se sinta confortável.

Resumo de uma cirurgia de correção da a Mama Tuberosa

Tempo de cirurgia
2h
Ausência do Trabalho
1 semana
Internamento
1 dia
Tomar banho
A partir do 1º dia
Mobilidade
A partir do 1.º dia
Exercícios
Após 6 semanas
Uso de Sutiã Especial
6 semanas
Atividade sexual
Após 4 semanas
Dormir de Costas
4 semanas
Recuperação Total
6 semanas
Conduzir
Após 1 semana
Cicatrização
Após 2 semanas

Observações:

  • Estes são tempos aproximados e podem variar de acordo com cada paciente.
  • Siga rigorosamente as orientações do seu médico para uma recuperação segura e bem-sucedida.
  • Não hesite em esclarecer dúvidas ou reportar qualquer sintoma incomum ao seu cirurgião.

Perguntas Frequentes

Os efeitos adversos mais frequentes são transitórios (passageiros) e desaparecem espontaneamente. Os mais frequentes são equimose (nódoa negra), edema (“inchaço”) e parestesias (“dormência”). É frequente desaparecerem entre 2 a 3 semanas.

Outro efeito indesejado é a assimetria, resultante de diferença no volume ou na posição do mamilo. Esta diferença poderá resultar de uma assimetria existente antes da cirurgia (que é muito frequente) e que passou despercebida à mulher e, por isso, é fundamental um exame objetivo minucioso antes da intervenção.

A maioria das técnicas permite preservar a capacidade de amamentação, embora seja frequente haver alteração transitória da sensibilidade do mamilo.

Um efeito indesejado são as cicatrizes. No entanto, a maioria das mulheres que deseja submeter-se a esta intervenção prefere a existência de cicatrizes numa mama que seja proporcional ao seu corpo e sem deformidades, do que viver com as alterações existentes e que têm um impacto muito negativo na autoestima da mulher.

As cicatrizes ficam menos evidentes com o tempo. O seu Cirurgião Plástico saberá aconselhá-la sobre a melhor forma de tratar as suas cicatrizes.

 

Como qualquer cirurgia, a mamoplastia de aumento não está isenta de riscos.

De facto, o primeiro passo é consultar um Cirurgião Plástico, que esteja inscrito na Ordem dos Médicos (www.ordemdosmedicos.pt) e na Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética (www.spcpre.org.pt).

Além disso, deverá escolher uma clínica com ambiente adequado para a realização da consulta e da cirurgia.

É importante, ainda,  escolher o momento adequado para a realização da cirurgia, quer a nível social, pessoal ou profissional.

Deve conversar abertamente com o seu médico, colocar todas as dúvidas, esclarecer quais os seus objetivos e expectativas e ouvir quais os resultados possíveis, os cuidados pós-operatórios necessários e as possíveis complicações.

O tratamento da mama tuberosa é cirúrgico. Não existem outras formas de tratamento, que não seja através da cirurgia.

No que se refere ao preço de uma cirurgia para tratar a mama tuberosa, o valor depende da especificidade de cada caso.

Deste modo, para lhe darmos um preço de referência que seja o mais aproximado possível do seu caso, relate o seu problema ao Dr. Ricardo Carvalho através do nosso Formulário de Contacto.

Agende a sua consulta

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
Se pretende ser contactada(o) para a marcação de uma consulta de avaliação, preencha este campo.
LEIA ANTES DE ESCOLHER UMA DAS OPÇÕES: A opção Coimbra implica uma consulta presencial na nossa clínica em Coimbra. A opção Videochamada implica uma primeira consulta à distância, por videochamada.
RGPD
Politica de privacidade
menuchevron-downplus-circle